Início Opinião Mukhulhwani O Ministro opinião (4)

O Ministro opinião (4)

492
0
COMPARTILHE

Mukhulhwane de País 

O mundo é uma confusão simples. É confusão porque há sempre guerra em algum lugar. Há sempre um povo que não gosta do seu Governo e entra em briga com ele. E às vezes a briga entre o Governo e o seu povo pode derrubar o País inteiro.  As guerras parecem que duram sempre. Parece que há muito tempo que o Mundo total não conheceu um dia de paz.

Aqui em África mesmo, temos várias guerras de tamanhos e matanças diferentes. Moçambique, não escapa a esta fatalidade. Participou na Primeira Guerra Mundial sem saber que estava numa de “mundial” e sem saber porquê e nem conhecer o inimigo nem aliado. Houve a guerra de libertação que durou 10 anos e hoje temos uma espécie de guerra de dentro, que não é mundial e não se sabe bem para libertar o quê. É uma guerra que acende e apaga quando dá.  Até hoje parece ser assim. Nunca sabemos se acabou ou adormeceu, ou os lutadores estão somente a descansar.

Bom! Não é minha vontade contar a história de guerras. Isso é trabalho dos que estudam coisas do passado. O que estou a pensar mesmo é que essas guerras todas de cores e feitios diferentes tem uma coisa que parece simples para mim. Ou é um país que quer ser Mukhulhwani que começa a confusão ou é um país pequeno que não merece ser Mukhulhwani, mas também nega ser Mukhulhwanado. Por exemplo, o Império Otomano era dos Turcos que à porrada se tornaram Mukhulhwanis de muita gente e muitos países ou reinados que apanhavam bons pedaços da Europa, Ásia, Cáucaso, e até África lá no Norte bem norte.  Um dia alguém ou alguns encontraram petróleo no Irão, que se chamava Pérsia, e na Líbia (partes do Império). Começou confusão! Porrada aqui, guerra acolá, confusão aqui, mudaram o Mukhulhwani.

Primeiro a Itália roubou a Líbia ao Império à marretada. Depois vieram outros como a Sérvia, Montenegro, Grécia e Bulgária, para mais tarde entrarem ingleses, alemães e franceses. Otomano adeus. Acabou califado e os novos Mukhulhwanis dividiram o espólio entre si. Ainda hoje não há muita paz ali. A Segunda Guerra Mundial dividiu o mundo entre dois Mukhulhwanis grandes, Os Estados Unidos e a União Soviética, embora a China parece ter recusado ser Mukhulhwanado por qualquer um dos dois. E ainda hoje um dos restos da União Soviética que se chama Rússia não se dá mesmo nada bem com os Estados Unidos. Os porquês dessa zanga estão na Mukhulhwanisse. Nada mais!  A china como não quer estar nem aqui nem acolá, de vez em quando paga as favas. Mas como os chineses são mutos mesmos e trabalham muito e sem barrulho e com maneira de ser deles de milhares de anos, conseguem resistir e continuar a fazer o que querem. Não ligam muito aos Mukhulhwanis. Hoje, até parece que eles mesmos querem ser Mukhulhwanis de alguém. Então a confusão parece simples.

Os pequenos e fracos tem que ter Mukhulhwani como lá no Livaleni da minha povoação. Se és um país pequeno e fraco, podes sofrer mesmo com porrada. E esta porrada mata mesmo. E parece que vale matar e vale morrer. Regras de jogo iguais a de meu Livaleni.  Só que lá é soco e cabeçada, mas pontapé, pau e faca, nem pensar. Aqui nos Mukhulhwanis de Países vale tudo:  fofoca, mentira, intriga, bomba burra, bomba inteligente, míssil, avião, tanque, mina, drone, etc. Tudo que mata muito e rápido vale. Mesmo se matar quem não tem culpa vale se pedir desculpas depois de matar.  É mesmo confusão simples. Se um país pequeno e fraco descobriu ouro, diamante, gás, petróleo, urânio, e outras coisas que os países grandes e fortes querem e sabem usar, esse país pequeno tem que escolher um Mukhulhwani e ir apresentar essas coisas. O Mukhulhwani vai decidir se fica contudo, se divide com alguém incluindo esse país fraco. Outra regra do Livaleni. Se trazes nshima de casa, tens que apresentar ao Mukhulhwani. E se o caril é carne, mais obrigação de apresentar, porque já se sabe que o Mukhulhwani não como carne em casa e precisa.

Se és um ppequeno e fraco e souberes jogar bem com a cintura podes até ter dois Mukhulhwanis. Se houver confusão vão andar a porrada os dois e tú podes escapar. Mas se descobrirem que o país pequeno é intriguista dos grandes, esse país pequeno vai se demitir de ter existido alguma vez. Por exemplo, lá no Rovuma que parece que tem muita coisa que os Mukhulhwanis precisam, já começaram a aparecer os Miukhulhwanis devagarinho e de mansinho. Mas decididos. Querem aquilo mesmo.

Moçambique pode apresentar a dois Mukhulhwanis que não se dão bem, e esperar para receber migalhas sem apanhar porrada. Ou pode dar a um único Mukhulhwani e amigos dele e arriscar a receber migalhas mais pequenas e talvez um pontapé de vez em quando do outro Mukhulhwani que não está a beneficiar do Rovuma. Mais arrojado ainda é dizer que isto do Rovuma, de Moatize, de onde aonde, é dos Moçambicanos.

Não queremos nenhum Mukhulhwani a levar as nossas coisas. Se assim for, é melhor preparar para lutar, lembrando que vale tudo desde mentira sobre Moçambicanos, até as bombas de explodir e matar. Nem sempre é o Mukhulhwani rejeitado que vem te bater. Ele pode usas os teus vizinhos mesmo. Semear a intriga entre vocês do mesmo País até começarem a lutar. Enquanto lutam ele dá armas a um e a outro as escondidas, enquanto ele tira tudo o que quer sem sentir vontade de dar migalha nenhuma. Aqui está a escolha, lutar até morrer para ficar com as tuas coisas, ou sobreviver e receber migalhas? Ou ainda podes não ligar a essas coisas e concentrar na mandioca, batata-doce e feijão nhemaba. Como Mukhulhwani não topa bem essas coisas vai te ignorar.

Não haverá porrada porque nem existes, enquanto a tua coisa de valor for mandioca. Escolha simples. Nesta escolha simples os Ministros e os seus Mukhulhwanis sobre alternos e subalternos muitas vezes não se encontram. Cada um está a ver o que vai satisfazer mais o seu interesse. Até se zangam com os outros e esquecem o famoso povo para se digladiar na agenda e interesses de Mukhulhwanis de dentro e de fora. Complicado isso de ser Ministro! Mais simples no Livaleni!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here