Início Opinião De... Mukhulhwani O ministro (9) 

O ministro (9) 

832
0
COMPARTILHE

Caminho continua com curvas 

“Quando a música muda, o ritmo da dança muda também.” (Provérbio)

Makanda andou sempre com estudo, trabalho e Guê Dê. Frelimo e governo dele pagou estudo de Makanda. Professor, escola, livros da sala de biblioteca, sala de experimentar coisas, e mais. Makanda também trabalhou muitos lados de serviço de governo quando estudava e quando também não estudava. Lá no serviço ficou como as vezes Mukhulhwani de mandar pequeno, às vezes não era Mukhulhwani de nada. Vai em cima, chefe, vem abaixo não chefe.

Frelimo ensinava que não interessa se for ou não Mukhulhwani grande, pequeno, médio ou nada. Que interessa é dos trabalhos para fazer. Makanda também aprendia no trabalho com amigos e cooperantes. Aprendeu muito de Moçambique País. Antes só sabia distrito dele. Agora com serviço de governo andou todos os distritos, localidades, cidades e mais. Pais é grande escola. Também continuou no Guê Dê. Mas Frelimo mudou Guê dê para Partido Marxista Leninista. Mesma maneira de Guê Dê, mas mais grande e mais forte. Ministros não brincava de Mukhulhwani de outro. Partido mandava Governo para servir povo e Governo fazia. Quando Ministro ou Director fazia mal, mandava ele embora logo da cadeira. Mas não abandonava ele. Podia dar cadeira mais pequenina ou banco, ou tronco. Ministro andava com corda pequena e carro dele era mais pequeno.

Quando Guê Dê virou Partido e ficou com força muitas coisas era diferente. Maneira de organizar casa e machamba de povo era aldeia comunal mais cooperativa. Maneira de tratar mais bem a mulher como igual o homem era assunto mesmo e chamava emancipação. Vizinhos nas cidades rondava bairro de noite para meter medo ladrão. Chamava vigilância. Essa coisa de corrupção era assunto grande. Corrupção até tinha muitas maneiras diferentes. Tinha corrupção ideológica quando pessoa de Moçambique contava segredo de País a estrangeiro. E tinha castigo dele. Quando professor namorava com aluna, ou meninas namorava chefe dela para ter mais salário era corrupção moral de chefe e material da menina. Também tinha castigo dele. Quando Pessoa de Moçambique que trabalha no Governo, recebia dinheiro, gravador, rádio, lapiseira bonita, relógio ou outra coisa, era corrupção material de pessoa que queria negócio ou informação. Quando pessoa roubava coisa de governo era ladrão. Empresas de produzir ou ajudar povo era tudo do governo. Chamava empresa estatal. Esta maneira tudo de viver e trabalhar se chamava socialismo. Forma de governo se chamava ditadura de proletariado que é maneira de dizer que povo manda. Socialismo era aquela maneira de meios de produção ser de povo junto, não de uma pessoa ou poucas pessoas. Mas tinha também muitos problemas. Coisas para comprar não tinha ou tinha pouco. Dinheiro de pessoas não tinha serviço. Ficava no bolso ou no colchão, porque banco tinha pouco e não trabalhava bem.

Muitos países Mukhulhwanis de fora não gostava esta maneira. Outros Mukhulhwanis de socialismo também gostava e dava pouco ajuda porque não tinha muito para dar. Mukhulhwanis de capitalismo parece ajudou organizar guerra para governo deixar essas coisas de socialismo. E deixou mesmo. Quando deixou socialismo Partido começou ficar mais fraquinho e começou partir mesmo. Marxismo Leninismo e socialismo acabou a correr. Como democracia anda bem com capitalismo, capitalismo chegou. Organizações grandes de Banco Mundial, FMI e outros chegaram a correr para ajudar capitalismo nascer. Capitalismo é aquela maneira de fazer dinheiro onde pessoas poucas tem maquinas de produzir e pessoas muitas trabalha para pessoas poucas. Ditadura de proletariado passou ditadura de dinheiro. Dinheiro agora manda mais que Mukhulhwani qualquer sem dinheiro ou com pouquinho. Primeira pessoa com dinheiro foi aquele que comprou empresa de estado, porque gente de capitalismo quer assim mesmo. Empresas muitas do estado vendeu para privado que vai ser dono dos meios. Mas muito privado partiu empresa em bocados e vendeu para ficar com mais dinheiro. Mas empresa mesmo morreu.

Aquela coisa de tratar mulher igual ao homem ainda tem, mas deixou nome de socialismo de emancipação. Agora é empoderamento. Povo que guardava bairro contra ladrão a noite, também mudou nome. Já não é vigilância. É patrulhamento comunitário. Segredo do governo já pode contar tudo porque chama transparência. Parece até pode deixar entrar espiador estrangeiro e procurar segredo aonde está guardado. Corrupção ficou mais simples. Só quando rouba coisa de estado ainda é problema. Aluna namorar com professor para ter mais nota de passar de classe, já não é bem corrupção. É mal pequeno. Chefe namorar com trabalhadora e pagar mais salário é mal, mas já não é corrupção nada. Muitas pessoas de antigamente de Partido que estava ou não no Guê Dê também quer fazer dinheiro para eles mesmos. Cada um com sua maneira. Assim, parte mais partido. Aquela guerra que vai não vai ajudou partir mais. Pessoa de Partido la perto de guerra era matado e ficar sem pescoço. Com medo deixou de ensinar coisas de Partido. Mas outas pessoas de Partido não gosta ver tudo partido. Está perguntar como partir Partido? E faz força para pessoas de Partido trabalhar junto com povo. Mas está difícil. Tem antigos combatentes que não gosta mesmo de Partido partido. Mas tem pessoas que diz antigo é antigo mesmo. Não vale pena usar antigo. Deixa antigo falar porque mais novo quer assim mesmo com moderno. Foi aqui que Makanda encontrou cadeira de Ministro acreditando no povo que fala “quando o tempo muda, mesmo animal com saúde pode espirrar” e que “mudança boa de semente vem de cabaças diferentes”.

Artigos Anteriores

No caminho de Ministro (8)

Opinião – O ministro (6)

Opinião – O ministro (5)

O Ministro opinião (4)

O Ministro (3)

O Ministro (2)

O Ministro

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here