Início Dossier “Autárquicas” 2018 – Zona Sul (1)

“Autárquicas” 2018 – Zona Sul (1)

236
0
COMPARTILHE

Depois da suspensão das actividades eleitorais pela Comissão Nacional de Eleições (CNE), devido à auséncia de um comando legal para o efeito e, depois de cumprida a parte que dizia respeito à Assembleia da República (AR)  em avançar para a aprovação da legislação que estava em falta e competente promulgação pelo mais alto magistrado da Nação, o Presidente da República (PR) Filipe Jacinto Nyusi, eis que os próprios partidos políticos e algumas intepretações não consensuais do pacote legislativo autárquico por parte da CNE aparecem como um potencial “travão” ao cumprimento saudável do calendário eleitoral, mas, para já, o nosso interesse é trazer ao público alguns trechos do que se sabe sobre o perfil dos canditatos e iremos agrupar em zonas (sul, centro e norte do país).

A zona sul compreende as províncias de Maputo – Cidade, província de Maputo, província de Gaza e de Inhambane.

Maputo – cidade

Para o caso da capital do país,  Maputo – cidade, todo o seu território corresponte à autarquia da cidade de Maputo e terá como contendores, Eneas Comiche (Frelimo), Augusto Mbazo (MDM), Venâncio Mondlane (Renamo) e Samora Machel Júnior (AJUDEM). Para o caso destes dois últimos, os seus processos encontram-se em querela junto ao Conselho Constitucional por as suas candidaturas terem sido chumbadas pela CNE.

Eneas Comiche

 Eneas da Conceição Comiche  nasceu em Moma, província de Nampula, a 28 de Julho de 1939,  é um economista e político moçambicano, tendo sido eleito em Dezembro de 2003 Presidente do Município de Maputo,  como candidato da Frelimo. Em 1991, foi promovido a Ministro das Finanças, deixando o cargo de Governador do Banco de Moçambique. Mais tarde foi presidente do conselho de administração do Banco Internacional de Moçambique. Comiche é, actualmente, deputado da Assembleia da República onde preside a Comissão do Plano e Oçamento daquele órgão.

 Augusto Mbazo

 Nascido a 18 de Maio de 1978, Augusto Mbazo é o homem que avança como cabeça-de-lista do Movimento Democrático de Moçambique (MDM) para a Cidade de Maputo. Foi vice-chefe da bancada do MDM na Assembleia Municipal da capital e actualmente ocupa o cargo de chefe da bancada neste órgão deliberativo, depois da vaga deixada por Ismael Nhacucue, na sequência das deserções, em massa, que abalaram o partido liderado por Daviz Simango. Mbazo é, também,  chefe do departamento de formação e quadros do MDM.

 Província de Maputo

A província de Maputo compreende quatro autarquias, nomeadamente, cidade da Matola e vilas de Boane, Namaacha e Manhiça.

Para a autarquia da Matola concorrem Calisto Cossa (Frelimo), António Muchanga (Renamo) e Silvério Ronguane (MDM).

Calisto Cossa

Calisto Moisés Cossa nasceu no distrito de Mandlakazi, em Gaza, a 25 de Junho de 1975, mas foi registado em Maputo. A nível académico, Cossa tem duas licenciaturas; uma em Ciências Sociais – Ensino de História e de Geografia pela Universidade Pedagógica; e outra em direito pela Universidade Eduardo Mondlane.

Calisto Frequentou o Curso de Analista Programador de aplicações do Centro de Processamento de Dados (CPD) e foi docente nas escolas secundárias Josina Machel; Francisco Manyanga, Liceu Polana, e  Colégio  Amparo na Matola.

Calisto foi, ainda, responsável do sector de obras e chefe-adjunto de Marketing na Kanes Alfaias Agrícolas e chefe do departamento de Relações Públicas no Ministério das Finanças, de onde foi depois nomeado assistente pessoal do ministro das Finanças Manuel Chang, além de ter sido assistente da Bancada Parlamentar da Frelimo na Assembleia da República.

Em Agosto de 2013, foi eleito pela Frelimo para ser candidato do partido na Matola. A 23 de Novembro, foi declarado vencedor do escrutínio ocorrido no dia 20, do mesmo ano. Calisto Cossa é o actual edil do Município da Matola e concorre para o segundo mandato e vai concorrer para o seu segundo mandato.

António Muchanga

 António Pedro Muchanga é o candidato da Renamo pelo Conselho Autárquico da cidade da Matola. Conhecido pelos seus pronunciamentos polémicos e frontais, Muchanga foi porta-voz da Renamo e atualmente é deputado na Assembleia da República pelo partido actualmente sob coordenação interina de Ossufo Momade, e já foi conselheiro de Estado.

Silvério Ronguane

Docente Universitário, analista político e parlamentar, estudou Filosofia e Humanidades na Universidade Católica, em Braga, Portugal, nasceu no dia 24 de Setembro de 1970, na Matola. Ronguane está na mesma situação que Venancio Mondlane, mas por razões óbvias, o MDM não o denunciou na CNE  (continua).

(Daniel Maposse)

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here